Experiência do paciente será tema do Fórum de Infraestrutura do Ambiente da Saúde, liderado por Giovani Guastelli, do Hospital Alemão Oswaldo Cruz, durante a SAHE 2019

A experiência do paciente será tema do Fórum de Infraestrutura do Ambiente da Saúde na SAHE – South America Health Exhibition – 2019, que acontecerá entre os dias 12 e 14 de março. “Acredito que a infraestrutura ou o ambiente influenciam diretamente em como nos sentimos em determinado lugar”, revela Giovani Guastelli, supervisor de Infraestrutura Hospitalar do Hospital Alemão Oswaldo Cruz e presidente do comitê científico do Fórum.

O especialista acredita que estar em um local agradável, com conforto e bem-estar, proporciona a sensação de segurança e confiança para os usuários. Por ser fundamental abordar discussões sobre a influência da infraestrutura na experiência do paciente, Guastelli e os membros do Comitê Científico irão levar o tema para o II Fórum de Infraestrutura do Ambiente da Saúde.  Confira entrevista com Giovani Guastelli:

Você está liderando o Comitê Científico do Fórum de Infraestrutura do Ambiente da Saúde que acontecerá na SAHE 2019. Quais serão os principais temas que este fórum pretende levar para o público?
Queremos trazer um Fórum que terá como tema de fundo o ambiente como influenciador na experiência do paciente. Dessa forma, todos os temas serão relacionados a esse fundo principal. Dentre eles: design thinking, otimização operacional e de espaços, gestão e gerenciamento da infraestrutura, qualidade e certificação de edifícios, entre outros.

De que forma a infraestrutura interfere para experiência do usuário no ambiente hospital?
Acredito que a infraestrutura ou o ambiente influenciam diretamente em como nos sentimos em determinado lugar. Se estamos em um ambiente agradável, que prioriza o conforto e bem-estar, nos sentimos seguros e confiantes, ao passo que, se estamos em um ambiente incômodo, nos sentimos inseguros e receosos. Isso influencia diretamente em como o cliente pode avaliar um serviço prestado a ele, mesmo que este tenha adequadamente prestado.

De que maneira a otimização operacional do edifico hospitalar pode auxiliar na experiência do usuário?         
Quanto mais simples, ágil e eficaz for uma operação, melhor será o seu resultado. Como usuários, não queremos sofrer incômodos oriundos do ambiente que estamos, ainda mais em um ambiente hospitalar. Na medida em que temos um ambiente que “converse” com o paciente, agregue facilidade e não gere incômodo, melhor será a experiência. Que bom seria se o quarto em que estamos internados, “soubesse” que temperatura nos agrada, que canal de TV gostamos de assistir, que luminosidade e cor nos acalma, etc. Muito disso já é possível hoje.

Como incluir o design thinking no processo de transformação da infraestrutura do ambiente hospitalar?
O Design Thinking, de maneira bem simplificada, busca novas formas de se realizar algo. Dessa forma, é importante pensarmos “fora da caixa” e buscarmos novas formas e métodos de se projetar um ambiente, daí uma oportunidade ao design thinking como conceito e ferramenta para esse processo.

Como design thinking pode modificar o processo de desenvolvimento da infraestrutura?
Ajudando a pensar “fora da caixa”, com inovação e foco na experiência do paciente/cliente, fomentando novos mindsets e novos processos de desenvolvimento de projetos.

Como você avalia a importância de fomentar essas discussões no setor e quais as expectativas para o Fórum na SAHE?
Acredito que nunca devemos nos conformar com o status quo. Fomentar estas discussões ajuda a pensarmos e refletirmos sobre os desafios que temos e como desenvolver novas formas de vencê-los, sempre pensando na dinâmica de mudança tecnológica e das necessidades dos nossos pacientes.

Mais informações:
Evento:  SAHE – South America Health Exhibition
Data: 12 a 14 de março de 2018
Local: Centro de Eventos Pro Magno, São Paulo
Contato: (16) 3629-3010 / eventos@grupomidia.com

Related Posts
CLIQUE AQUI E SELECIONE O IDIOMA