“Muitos hospitais perdem o selo de Qualidade por ausência de conformidade no serviço de limpeza e desinfecção ambiental”, alerta Silvana Torres, diretora da ATE – Assessoria e Treinamento em Serviços de Saúde

Não é nenhuma novidade que a limpeza e a desinfecção de superfícies ambientais fazem parte do conjunto de boas práticas para a prevenção e o controle de desinfecções em serviços de saúde. Ainda, nesse cenário, é importante ressaltar que é impossível pensar em um serviço de controle de infecção de excelência que não esteja totalmente alinhado com os serviços de higienização.

“Os hospitais com selo de acreditação já aprenderam esta lição e entendem que o sucesso de um serviço depende do outro”, defende Silvana Torres, presidente do Fórum Limpeza e Desinfecção de Superfícies Ambientais da SAHE – South America Health Exhbition e diretora da ATE – Assessoria e Treinamento em Serviços de Saúde.

Segundo a executiva, as agências acreditadoras exigem não só o cumprimento das boas práticas, mas também a construção de indicadores que avaliam a qualidade da limpeza e da desinfecção. No entanto, Silvana destaca que apesar da importância deste tema em ambientes de saúde, algumas instituições ainda cometem erros neste sentido. “Já presenciei hospitais que perderam o selo de qualidade por ausência de conformidade no serviço de limpeza e desinfecção ambiental”, revela.

Mesmo a limpeza e a desinfecção de superfícies ambientais terem ganho relevância dentro das unidades de saúde durante os últimos anos, existe ainda uma grande maioria de hospitais e demais serviços de saúde brasileiros que nunca passaram pelo processo de certificação da Qualidade. “Os serviços de limpeza e desinfecção de superfícies hospitalares ainda precisam percorrer um longo caminho”, destaca Silvana.

Diante da importância deste assunto para o setor, o Comitê Científico do Fórum de Limpeza e Desinfecção de Superfícies Ambientais, que acontece na SAHE 2019, escolhei como tema central o tema “Limpeza e Desinfecção de Superfícies Ambientais”. “É preciso conscientizar os administradores para a necessidade destas questões, pois nem sempre o gestor do serviço consegue sensibilizá-lo”, articula a presidente da comissão científica.

O Fórum de Limpeza e Desinfecção de Superfícies Ambientais acontece no dia 12 de março, durante o primeiro dia da SAHE 2019, no Centro de Convenções Pro Magno, em São Paulo. “A nossa expectativa para o Fórum é muito positiva. Procuraremos surpreender ainda mais os profissionais da área com temas contemporâneos e palestrantes com expertise suficiente para agregar valor aos participantes”, revela Silvana.

Confira abaixo a programação completa do Fórum de Limpeza e Desinfecção de Superfícies Ambientais:

 

Assista a entrevista com Silvana Torres, a presidente do Fórum Limpeza e Desinfecção de Superfícies Ambientais da SAHE 2019:

 

Related Posts
CLIQUE AQUI E SELECIONE O IDIOMA